terça-feira, 29 de novembro de 2016

terça-feira, 5 de março de 2013

Encontro Tudo Aqui: 10 VANTAGENS DE ANUNCIAR NA INTERNET

10 VANTAGENS DE ANUNCIAR NA INTERNET:                                                                                                                                   ...

segunda-feira, 4 de março de 2013

Número de brasileiros na lista de bilionários do mundo da FORBES aumenta para 46



Divulgação

No ano passado, eram 36 empresários nacionais; Silvio Santos estreia no ranking

São 46 os brasileiros que somam em seus cofres fortunas acima de US$ 1 bilhão, segundo a lista dos bilionários da FORBES, divulgada nesta segunda-feira (4/3).
No último ano, foram 36 empresários do Brasil. Diferentemente de 2012, o mais bem colocado do ranking não é o empresário Eike Batista. Na lista de 2013, ele caiu incríveis 93 posições, passando do sétimo para o 100º lugar.
Desta vez, o brasileiro mais rico é Jorge Paulo Lemann, na 33ª posição. A revista estima a fortuna do acionista da InBev, a maior fabricante de cervejas do mundo, em US$ 17,8 bilhões. Ele é seguido pelo banqueiro Joseph Safra, na 46ª colocação, com fortuna avaliada em US$ 15,9 bilhões. Completam o top 5 nacional Antonio Ermírio de Moraes e família (74º, US$ 12,7 bilhões), Dirce Navarro de Camargo e família (87º, US$ 11,5 bilhões) e Eike Batista (100º, US$ 10,6 bilhões).
As lista inclui alguns nomes bem familiares aos brasileiros, como o apresentador Silvio Santos (1.107º) e o bispo Edir Macedo (1.268º). De acordo com a FORBES, os dois têm fortunas estimadas em US$ 1,3 bilhão e US$ 1,1 bilhão, respectivamente. Além deles, os irmãos João Roberto (123º), Roberto Irineu (123º) e José Roberto Marinho (128º), da Rede Globo, marcam presença.
Veja a seguir os 46 brasileiros da lista:
1º) Jorge Paulo Lemann (33º no ranking geral)
US$ 17,8 bilhões
73 anos
Brasileiro acionista da InBev, maior companhia da cervejas do mundo.
2º) Joseph Safra (46º no ranking geral)
US$ 15,9 bilhões
74 anos
Banqueiro do Banco Safra.
3º) Antonio Ermírio de Moraes e família (74º no ranking geral)
US$ 12,7 bilhões
84 anos
Dono do conglomerado Grupo Votorantim.
4º) Dirce Navarro de Camargo e família (87º no ranking geral)
US$ 11,5 bilhões
Idade não divulgada
Viúva do cofundador do Grupo Camargo Corrêa.
5º) Eike Batista (100º no ranking geral)
US$ 10,6 bilhões
56 anos
Dono de seis conglomerados.
6º) Marcel Herrmann Telles (119º no ranking geral)
US$ 9,1 bilhões
63 anos
Acionista da Inbev, maior empresa de cerveja do mundo.
7º) João Roberto Marinho (123º no ranking geral)
US$ 8,7 bilhões
59 anos
Dono da Rede Globo, com os irmãos.
7º) Roberto Irineu Marinho (123º no ranking geral)
US$ 8,7 bilhões
65 anos
Dono da Rede Globo, com os irmãos.
9º) José Roberto Marinho (128º no ranking geral)
US$ 8,6 bilhões
57 anos
Dono da Rede Globo, com os irmãos.
10º) Carlos Alberto Sicupira (150º no ranking geral)
US$ 7,9 bilhões
65 anos
Acionista da InBev, maior empresa de cerveja do mundo.
11º) Roberto Civita e família (258º no ranking geral)
US$ 4,9 bilhões
76 anos
Presidente do conselho administrativo do Grupo Abril.
12º) Walter Faria (272º no ranking geral)
US$ 4,6 bilhões
57 anos
Dono do Grupo Petrópolis, de bebidas.
13º) Francisco Ivens de Sá Dias Branco (286º no ranking geral)
US$ 4,4 bilhões
78 anos
CEO da fabricante de alimentos M. Dias Branco S.A.
14º) André Esteves (329º no ranking geral)
US$ 4 bilhões
44 anos
Principal acionista do banco de investimentos BTG Pactual.
15º) Aloysio de Andrade Faria (353º no ranking geral)
US$ 3,8 bilhões
92 anos
Antigo dono do Banco Real e fundador do Conglomerado Alfa.
16º) Abílio dos Santos Diniz (363º no ranking geral)
US$ 3,7 bilhões
76 anos
Presidente do Pão de Açúcar.
17º)Antonio Luiz Seabra (423º no ranking geral)
US$ 3,2 bilhões
70 anos
Fundador da Natura.
18º) Nevaldo Rocha e família (458º no ranking geral)
US$ 3 bilhões
84 anos
Dono da Guararapes Confecções.
19º) Edson de Godoy Bueno (554º no ranking geral)
US$ 2,6 bilhões
69 anos
Fundador da Amil.
19º) Ana Maria Marcondes Penido Sant’Anna (554º no ranking geral)
US$ 2,6 bilhões
57 anos
Acionista do Grupo CCR.
19º) Rubens Ometto Silveira Mello (554º no ranking geral)
US$ 2,6 bilhões
63 anos
Primeiro bilionário do etanol no mundo.
22º) Dulce Pugliese de Godoy Bueno (613º no ranking geral)
US$ 2,4 bilhões
65 anos
Acionista da Amil e ex-mulher do fundador.
22º) Moisés Safra (613º no ranking geral)
US$ 2,4 bilhões
78 anos
Ex-dono do Banco Safra ao lado do irmão.
24º) Eduardo Saverin (670º no ranking geral)
US$ 2,2 bilhões
30 anos
Cofundador do Facebook.
25º) João Alves da Queiroz Filho (704º no ranking geral)
US4 2,1 bilhões
60 anos
Controla a Hypermarcas S.A.
26º) Lirio Parisotto (736º no ranking geral)
US$ 2 bilhões
59 anos
Investidor e fundador da produtora de vídeos Videolar.
27º) Elie Horn (792º no ranking geral)
US$ 1,9 bilhão
69 anos
Fundador da imobiliária Cyrela Brazil Realty.
28º) José Isaac Peres (792º no ranking geral)
US$ 1,9 bilhão
72 anos
Fundador da Multiplan, administradora de shoppings.
29º) Guilherme Peirão Leal (831º no ranking geral)
US$ 1,8 bilhão
63 anos
Vice-presidente da Natura.
30º) Jayme Garfinkel e família (868º no ranking geral)
US$ 1,75 bilhão
66 anos
Dono da seguradora Porto Seguro.
31º) Rubens Menin Teixeira de Souza (882º no ranking geral)
US$ 1,7 bilhão
56 anos
Dono da construtora MRV Engenharia.
32º) Lina Maria Aguiar (931º no ranking geral)
US$ 1,6 bilhão
75 anos
Herdeira do Banco Bradesco.
33º) Victor Gradin e família (974º no ranking geral)
US$ 1,5 bilhão
80 anos
Acionista da Odebretch, com 20,6%.
34º) Júlio Bozano (1.031º no ranking geral)
US$ 1,4 bilhão
77 anos
Ex-dono do Banco Bozano & Simonsen.
35º) Silvio Santos (1.107º no ranking geral)
US$ 1,3 bilhão
82 anos
Dono do Grupo Silvio Santos.
35º) Lia Maria Aguiar (1.107º no ranking geral)
US$ 1,3 bilhão
75 anos
Herdeira do Banco Bradesco.
37º) Antônio José Carneiro (1.175º no ranking geral)
US$ 1,2 bilhão
70 anos
Acionista da Energisa, empresa de energia.
38º) Ana Lúcia de Mattos Barretto Villela (1.250º no ranking geral)
US$ 1,15 bilhão
39 anos
Uma das maiores acionistas do banco Itaú.
38º) Alfredo Egydio Arruda Villela Filho (1.250º no ranking geral)
US$ 1,15 bilhão
43 anos
CEO da Itaú S.A.
38º) Rosa Evangelina Marcondes Penido Dalla Vecchia (1.250º no ranking geral)
US$ 1,15 bilhão
63 anos
Acionista do Grupo CCR.
41º) Daisy Igel (1.268º no ranking geral)
US$ 1,1 bilhão
85 anos
Acionista do grupo empresarial Ultrapar.
41º) Liu Ming Chung (1.268º no ranking geral)
US$ 1,1 bilhão
50 anos
CEO da Nine Dragon Paper, uma das maiores produtoras de papel da Ásia.
41º) Edir Macedo (1.268º no ranking geral)
US$ 1,1 bilhão
68 anos
Pastor fundador da Igreja Universal do Reino de Deus.
41º) Guilherme Paulus (1.268º no ranking geral)
US$ 1,1 bilhão
63 anos
Cofundador da CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens.
41º) Dorothea Steinbruch (1.268º no ranking geral)
US$ 1,1 bilhão
Idade não divulgada
Acionista da produtora de aço CSN.
46º) Marcos Antônio Molina dos Santos (1.342º no ranking geral)
US$ 1 bilhão
43 anos
Presidente do conselho de diretores do alimentício MarfrigGroup.
Siga a FORBES Brasil no Twitter (@forbesbr) e no Facebook (ForbesBrasil).

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

BLOG PERSONALIZADO: Por que sua empresa deve ter um blog como ferramen...

BLOG PERSONALIZADO: Por que sua empresa deve ter um blog como ferramen...: A nossa decisão de começar o Resultados Digitais por um blog não surgiu por acaso. Tanto estudando o assunto, quanto em nossas experiênci...

Mate o e-mail, antes que ele mate você.


O e-mail está matando o ser humano. O e-mail está matando relacionamentos. O e-mail está matando sua produtividade. Olha para o lado que você vai ver alguém no smartphone neuroticamente revisando a lista de e-mails que ele já viu umas quatro vezes, só para ter a certeza de que não se esqueceu de nada.
Tem gente que é tenista de e-mail: assim que recebe um e-mail, já responde e fica no aguardo da resposta, para responder imediatamente e assim por diante. Tem gente que acha isso o máximo da produtividade. Coitado.killemail
Eu concordo com o Mark Zuckerberg e outros caras que dizem que o fim do e-mail está próximo. Realmente está, porque ele está matando o tempo das pessoas. Tem muita empresa preocupada em reduzir o volume de mensagens.
Um cliente nosso, a Boehringer Ingelheim do Brasil, teve um líder que depois de algumas conversas e treinamento decidiu reduzir o volume de e-mails do seu time. Ele colocou uma meta, treinamos a equipe e foram definidas algumas regrinhas. Resultado: ele conseguiu reduzir em 30% o volume de mensagens da equipe! Tudo mensurado e revisado mês a mês. Do cacete a iniciativia dele.
Alguém morreu? O resultado piorou? Alguém teve crise de ansiedade? Não! Tudo continua igual. Eu recebia um volume gigantesco de e-mails. Consegui reduzir 40% de 2011 para 2012. O que eu fiz foi simples. Veja se alguma dessas coisas te ajuda também:
1 – Cancelei todos os avisos de redes sociais. Deixe apenas 3 newsletters que gosto de receber. E tudo que é spam eu já classifico na hora.
2 – E-mails que eu não tinha nada a ver diretamente mas eu recebia cópia (tipo alguns contatos via site, erros, etc) eu cancelei e deleguei as áreas competentes. Era mais uma questão de largar o osso, do que de validar a informação.
3 – Eu demoro para responder. Raramente respondo no mesmo período, quase sempre no dia seguinte. Em alguns casos dias. Isso reduz demais o volume de e-mails. Se for urgente, as pessoas já sabem o que fazer: me liguem ou SMS.
4 – Eu troco poucos e-mails com meu time. Quando preciso de algo mando uma tarefa via Neotriad, nada de e-mail que as pessoas esquecem.
5 – Eu escrevo pouco. Primeiro porque gasta um tempão, segundo porque evita réplicas maiores. Sempre que posso troco o e-mail por um Skype.
6 – Eu trabalho por tarefas não por e-mail. A primeira prioridade do dia quanto estou no escritório é ver meu e-mail, transformo tudo em tarefa. Depois fecho o e-mail e vou trabalhar. Na hora do almoço faço isso de novo e depois de jantar se der vontade.
7 – Eu não armazeno e-mails. Minha caixa de entrada, depois de vista, tem pouquíssimos e-mails. E-mail vira tarefa, reunião, resposta, lixo ou raramente vai para alguma pasta.
8 – Eu nunca, nunca copio pessoas na cópia aberta. Se responder um e-mail com muitas pessoas na cópia, faço apenas ao remetente e coloco as pessoas na cópia oculta.
9 – Eu não uso bandeirinhas, cores ou sons para diferenciar os e-mails. E-mail é igual amendoim da M&M: tem o mesmo formato, tá tudo no mesmo pacote, é só ir comendo até acabar.
10 – Quando alguém exagera no volume de mensagens, manda tudo a toda hora, eu demoro cada vez mais para responder. Às vezes, agrupo uns 2-4 e-mails sem resposta, ligo para a pessoa e trato assuntos um a um rapidamente, e ainda reforço que isso fecha o assunto dos e-mails.
Claro que em algumas áreas como vendas, call center, suporte técnico, etc. o e-mail é a função primordial do trabalho, nesses casos não tem jeito, tem de grudar no e-mail e tentar ser o mais produtivo possível. Nos outros casos é possível ter maior controle do e-mail com algumas estratégias simples e mais do que isso: uma postura diferente. Acostumando as pessoas a um ritmo diferente sabendo que o mundo não vai acabar se você não responder o e-mail que recebeu nesse minuto!

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...